NEWS

Conheça os distúrbios do sono

Os distúrbios do sono estão relacionados com qualquer dificuldade que o indivíduo sinta ao dormir, se passando em um ou mais estágios do sono. Quando dormimos, nosso sono passa por quatro estágios diferentes, cada um responsável por desempenhar diferentes funções durante o período de descanso. Dormir mal em qualquer um desses estágios pode trazer sérios problemas para a saúde a longo prazo.

O primeiro estágio do sono é o mais curto do processo e é responsável por relaxar e adormecer o corpo por completo. O segundo estágio é o mais longo de todos, relaxando os músculos, diminuindo a temperatura corporal, o ritmo cardíaco e o respiratório. No terceiro, o metabolismo cai e as funções do corpo funcionam mais lentamente. No quarto e último estágio é quando já se está em sono profundo, com batimentos cardíacos e pressão arterial elevados.

Tipos de distúrbios

Existem mais de uma centena de tipos de distúrbios do sono, e estes são classificados dentro de quatro categorias, baseado nos sintomas que apresentam: dificuldades para dormir, dificuldades para ficar acordado, problemas em manter um sono regular e comportamentos fora do comum durante o sono.

Esses sintomas podem ser transitórios ou crônicos, então cada caso é um caso. O quadro mais comum que causa dificuldades para dormir é a insônia, no qual a pessoa não consegue adormecer por estar estressada ou sentindo ansiedade em excesso. Também é comum haver casos de pessoas que estão com o relógio biológico alterado e não conseguem acostumar o corpo com os horários apropriados para o descanso. Em casos mais sérios, a dependência de remédios para dormir podem fazer com que o indivíduo durma apenas com o uso do medicamento.

Quem sente dificuldades em ficar acordado pode ser por conta de apneia ou narcolepsia, fazendo com que a pessoa sinta um sono excessivo durante o dia. Quem não consegue manter um sono regular acaba acordando várias vezes durante a noite, não conseguindo descansar por não possuir um sono contínuo. Isso pode acontecer naturalmente com pessoas que dormem menos que o tempo recomendado (mas sem demonstrar nenhum sintoma) ou por conta de outros quadros, como a síndrome do jet lag ou a insônia paradoxal.

Nos casos de comportamentos fora do comum, o sonambulismo é o mais conhecido e recorrente.

Tratamentos

O principal tratamento é chamado de higiene do sono: uma série de medidas práticas para desenvolver um sono de qualidade efetiva, sem tornar o paciente dependente de medicação para modular este sono. Sendo um tratamento psicoeducacional, um profissional acompanha e aconselha o paciente a tomar medidas que se encaixem a sua rotina e melhorem sua qualidade de sono.

Em casos mais extremos, existem diversos medicamentos usados para tratar os distúrbios do sono, como o cloxazolam, ritalina, olcadil e cinarizina. Quem sofre com esse tipo de distúrbio nunca deve se automedicar, pois apenas um médico poderá encontrar o melhor tipo de medicamento para cada caso. Nunca interrompa o tratamento antes do determinado pelo médico e sempre siga as instruções prescritas na bula.

Referências

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/disturbio-do-sono
https://www.ativosaude.com/saude/disturbios-do-sono/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *