NEWS

Fisiologia do exercício melhora o desempenho físico de atletas

Com o objetivo de fortalecer a preparação física dos atletas na área esportiva, a fisiologia do exercício vem ganhando cada vez mais clientes a procura da perfeição. A ciência que estuda as condições físicas de um jogador é uma disciplina que tem contribuído diretamente para os bons resultados no esporte.

Com o legado deixado pela Copa do Mundo, o trabalho do fisiologista tem o intuito de fornecer o melhor treino para o atleta. A disciplina mensura e avalia os padrões fisiológicos de cada um para prescrever exercícios adequados e específicos para a necessidade individual.

No caso do futebol, sua principal função é monitorar as ações de um jogador dentro e fora do campo. Com os resultados, a fisiologia qualifica o trabalho proposto pela comissão técnica, envolvendo outras áreas da saúde como nutrição e fisioterapia.

Hoje em dia, a maioria dos atletas que procura a fisiologia do exercício treina em categorias de base. De acordo com o doutor André Balero, fisiologista da clínica Reability, quanto mais cedo o interesse pela área, melhor os resultados em longo prazo. “Nessa categoria de base, é possível trabalhar diversos pontos que são exclusividades na formação de um atleta. Dessa forma, ele acaba desenvolvendo uma melhora no esporte e, por muitas vezes, consegue atingir seus objetivos profissionais mais cedo”, explica André.

A fisiologia do exercício também chama a atenção dos jogadores amadores. Com o foco em prevenir lesões, a ciência oferece a busca pelo melhor desempenho, independente do nível profissional. “Como o futebol é um esporte competitivo, atletas amadores devem ter precaução extra durante o jogo”, completa o fisiologista.

Com um trabalho voltado a fisiologia do exercício, o doutor André Balero trabalha diariamente com atletas de diferentes níveis e modalidades esportivas. “A clínica Reability atua com jogadores da seleção brasileira de basquete profissional e com a categoria de base do São Paulo F. C. Os resultados têm sido excelentes, com uma melhora na performance, redução de lesões e menor tempo de recuperações entre os jogos”.