NEWS

Os prós e contras da dieta ortomolecular

Muitas pessoas procuram levar um estilo de vida mais equilibrado, seja na alimentação ou buscando tratamentos de medicina alternativos. A partir desse conceito surgiu a dieta ortomolecular, que visa consumir alimentos baseando-se nas necessidades nutricionais do indivíduo.

O objetivo da dieta ortomolecular é a prevenção e o tratamento de doenças com o consumo de vitaminas, minerais e aminoácidos. Mas como toda dieta, é importante saber as suas vantagens e desvantagens antes de aderi-la. Confira neste artigo todos os prós e contras dessa dieta.

Vantagens

A dieta ortomolecular não tem a perda de peso como objetivo. Baseada em diversos estudos, sua meta é eliminar todo o excesso da alimentação e equilibrar o corpo, consumindo apenas a quantidade ideal. A perda de peso é uma consequência desses hábitos alimentares.

Essa é uma dieta bastante usada para tratar de distúrbios e rejuvenescer a pele. Ela também pode mostrar resultados positivos em pessoas que sofrem de fadiga crônica, tensão pré-menstrual, menopausa, insônia, queda de cabelo e déficit de atenção.

A dieta pode controlar os sintomas de todas essas doenças e até impedi-los de progredir por meio da desintoxicação do organismo. Além disso, essa é uma dieta fácil de seguir, pois permite uma grande variedade de alimentos, retirando apenas alguns itens com características inflamatórias, tais como farinhas e leite de vaca.

Desvantagens

Mesmo com esses benefícios, a dieta ortomolecular também tem alguns pontos a serem considerados.

Para começar a dieta, é necessário consultar um médico e fazer uma série de exames para conferir quais vitaminas e aminoácidos estão em falta no seu organismo, bem como se há intolerâncias alimentares incipientes, o que pode acabar limitando bastante suas opções de alimentos.

Esta dieta não está focada em restrição calórica e, para quem necessita perder peso ou ganhar massa magra, há necessidade de ajustes individuais.

Comer de forma saudável é parte de uma reeducação alimentar definitiva. Voltar a comer errado anula os efeitos conseguidos com todo o esforço.

Como fazer?

Mesmo com sua variedade, existem restrições no modo de preparo dos alimentos e até no cultivo. Frutas e verduras, legumes in natura e proteína animal (sem conservantes) são os mais consumidos, independente das necessidades do organismo da pessoa.

Os alimentos mais comuns de serem cortados da dieta é leite de vaca e derivados , doces, farinhas refinadas ou integral, alguns industrializados (como enlatados, sucos, refrigerantes etc), adoçantes comuns, carne vermelha e bebidas alcóolicas.

Vale lembrar que cada caso é um caso e apenas um profissional da saúde poderá te guiar devidamente a respeito do que deve ou não ser cortado durante a sua dieta. Para saber mais sobre a dieta ortomolecular, marque uma consulta com um nutricionista de confiança.

 

Referências:

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/11924-dieta-ortomolecular

https://www.dietaesaude.com.br/dietas/43-dieta-ortomolecular

https://sbortoimplante.com.br/blog/dieta-ortomolecular-pros-e-contras/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *