NEWS

Tratamento Multidisciplinar para combater a Obesidade

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, em 2013, indicou que 51% dos brasileiros estão acima do peso ideal, enquanto 18% são obesos. Esses dados são reflexos dos hábitos impróprios que a população brasileira está acostumada. No ano de 2006, a proporção de pessoas com sobrepeso era de 42%, enquanto apenas 11% eram obesos.

O crescimento dos números pode ser baseado em diversos fatores presentes na sociedade brasileira. A maioria da população tem um padrão alimentar inadequado com o consumo exagerado da gordura saturada.

Com o aumento do sobrepeso e da obesidade, o número de receitas mágicas e dietas milagrosas também crescem com bastante frequência. Embora não haja nenhuma fórmula rápida e eficaz para perder peso, a mídia continua publicando dicas para reduzir o número da balança instantaneamente.

Como o sobrepeso e a obesidade são originados por múltiplos fatores, o jeito mais eficiente de perder peso envolve uma abordagem multidisciplinar de tratamento. Segundo o Dr. André Xavier, cardiologista especialista em obesidade, o primeiro passo é tratar o excesso de peso como uma patologia. “As pessoas precisam enxergar a obesidade como uma doença de muitas origens, com múltiplas consequências e difícil abordagem”. O tratamento multidisciplinar é um grande diferencial para combater o sobrepeso.

Com o objetivo de obter um resultado duradouro, o tratamento envolve uma ação completa e abrangente de profissionais especializados em psicologia, nutrição, fisiologia do exercício e medicina.

No início do processo, o paciente passar por uma triagem para detalhar sua condição física. “É importante despertar no paciente a consciência real do seu estado de saúde”, afirma André Xavier. Em seguida, o tratamento estabelece um acompanhamento próximo ao paciente, a fim de evitar desvios e descontinuidade do objetivo.

Ao obter uma abordagem ampla de diversos métodos clínicos, o tratamento multidisciplinar proporciona resultados mais rápidos e duradouros, sem causar a dependência do paciente às dietas da moda.